Devo Aceitar Um Pedido de Casamento?

Devo Aceitar Um Pedido de Casamento? Quero te dar tópicos para você analisar, ok?

- Vocês namoram? Pense… se te pedem em casamento antes de pedir em namoro, a pessoa está querendo queimar etapas. Por que isso? O que essa pessoa tem de errado que quer logo te laçar sem nem te conhecer? (Sem querer generalizar: quem pede em casamento sem antes namorar é LOUCO, ao pé da letra);

- Vocês já conhecem a família um do outro? Por vezes não é tão rápido, simples e barato conhecer a família. Conhecer a família um do outro é saber mais sobre seu parceiro, conhecer as bagagens, tendências e tudo o mais;

- Analise seus medos e dúvidas. Coloque no papel suas questões e procure entender de onde vem suas inseguranças;

- Você acha que ele(a) vai mudar para melhor depois de casar?? Se ele(a) tem uma mania ou qualquer coisa que seja insuportável para você é melhor cair fora o quanto antes para não gerar dor e problemas para ambos;

- Por que você quer casar? Para preencher uma carência sua ou para sair da casa de seus pais?? Fuja disso, você está entrando em um casamento fadado a um fracasso tenebroso;

- Ah, eu não poderia deixar de citar uma série de vídeos muuuuuito especiel no Curso do Amor para quem está pensando em casar: “O Que Não me Contaram Antes do Casamento, esses vídeos exclusivos te ajudarão a se preparar melhor e entender se esse é o momento mesmo para assumir um compromisso tão profundo e sério

Aprenda a Amar e
Viva Bem melhor!!
Pâmi Garcia

A Expectativa da Perfeição

Tanto quem está em um relacionamento quanto aquele que está esperando por um relacionamento sofre com a expectativa da perfeição.

Aquele que já está em um relacionamento, seja namoro ou casamento, sofre com falsas idéias de “o cara perfeito” ou “a mulher perfeita” por acreditarem, quando diante de algum “defeito” da outra pessoa, que escolheram errado. Pensam, equivocadamente, que a grama do vizinho é mais verde e que nenhum dos amigos sofre com tais dificuldades no relacionamento.

O fato é que todos nós somos falhos, somos humanos. Na teoria sabemos disso, mas, na prática, no dia a dia do relacionamento, as pessoas encontram certa dificuldade de por em prática essa verdade: ninguém é perfeito.

Quem está no aguardo de um futuro relacionamento também sofre com essa expectativa da perfeição. Ontem mesmo eu conversava com meu amigo, Milton, sobre essa questão. As pessoas estão com tanto medo de errar novamente que se colocam atrás de um enorme escudo de comparação. Soltam pensamentos do tipo: “meu ex era assim, logo, se esse aqui também tem essa característica é evidente que vai dar errado”. E, quer saber? Poucos são os defeitos que são indicativos de desastre iminente, dá para contar nos dedos de uma só mão: violência, incapacidade de ser fiel e irresponsabilidade. Os demais “delitos” são contornáveis, se você quiser contornar e investir na relação.

Assim, encerro esse artigo te perguntando: você está disposto(a)  a lidar com essa imperfeição da pessoa em nome de manter o relacionamento?

Te convido a contornar e aprender a lidar com a questão, caso não seja uma das três acima enumeradas (traição, violência e irresponsabilidade)

Deixe nos comentários as suas dúvidas ou sugestões ;)

Aprenda a Amar e
Viva Bem melhor!!

Pâmi Garcia

Como Fazer sua Esposa/Marido Feliz


Você quer saber como fazer seu marido/esposa, namorado(a) ou noivo(a) feliz?
Quer saber como fazer seu(ua) companheiro se sentir importante e amado(a)?

Sabe a máxima que diz que devemos fazer ao outro o que gostaríamos que ele nos fizesse? Isso é realmente verdade e importante, mas, em um relacionamento a dois é preciso ir além disso, sob o risco de se dedicar demais no ponto errado e não alcançar o coração de seu companheiro(a). Quando a pessoa se ocupa demais em “fazer ao outro o que gostaria que ele fizesse para você” e de menos em “fazer ao outro o que ele gostaria que fosse feito para ele” frases do tipo: “Ele não me ama!”, “Ela não me quer”, “Não me valoriza”, “Não me reconhece” continuará a se tornar uma constante detonadora do relacionamento.

Assim, o segredo está em:
- Observar quais são as reclamações frequentes;
- Observar quais são as solicitações frequentes;
- Parar de achar que as solicitações de seu(ua) parceiro(a) são bobagens ou mesquinhas e “atacar” nos pontos certos, dando a ele(a) aquilo que ele(a) quer receber na relação.

Recomendo que você amplie o seu autoconhecimento e descubra qual é o seu jeitinho de amar, sabe aquele jeito de expressar o amor? Então, qual é o seu estilo de dar e receber amor? Descobrir isso a seu respeito e a respeito de seu parceiro é essencial para poder realmente “tocar a alma e o coração” do seu amor. Assim, recomendo que lá no site do Curso do Amor você se matricule e assista a série de vídeos exclusivos entitulado “As 5 Linguagens do Amor” e também recomendo que você faça o teste que tem lá para descobrir qual é a sua linguagem do amor.

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!
Pâmi Garcia