Como Superar a Separação

Dedico os meus artigos a promover mais amor e felicidade em seus relacionamentos. Mas, infelizmente, tenho recebido muitas pessoas em busca de auxílio e dicas sobre superação de um divórcio. Se você está passando por momentos de separação, ou separou-se recentemente e ainda sofre as dores de um relacionamento finalizado, saiba que existem algumas práticas que você pode se utilizar para superar essa fase.

É muito comum ouvir as pessoas dizerem que “para esquecer um amor, só outro amor”, eu diria que esta frase está incompleta, “para esquecer um amor, só outro amor, por si próprio“. Infelizmente muitas pessoas no momento da separação ouvem conselhos do tipo, “agora você tem que sair mais, e encontrar um novo amor, para esquecer a decepção”.
Após a separação muitas pessoas entram em desespero, não querem ficar sozinhas e por isso, “vão à caça” imediatamente, porém este tipo de atitude pode ser muito prejudicial e até mesmo violento consigo mesmo.
A separação é uma perda, e muitas pessoas sentem como se fosse a dor da morte de alguém querido. Este tipo de sentimento se justifica, já que de fato houve uma morte, a morte do relacionamento. Logo, é muito saudável guardar “luto”, nesse momento pós-separação. É preciso desacelerar um pouco, e aproveitar para estar mais consigo mesmo.
Veja bem, isso é muito importante e desejo que você esteja bastante atenta para entender o que quero dizer.
Durante todo o período que você passou junto ao seu ex-companheiro foram momentos de dedicação ao outro, você tinha que dividir a atenção com seu parceiro, e dependendo do seu perfil, talvez você dava mais atenção a ele do que a você.
Aproveite essa fase para mergulhar em sua essência, esteja em contato consigo, faça coisas das quais você amava fazer, mas não fazia. Desfrute do prazer de estar em sua companhia.
Esse é o primeiro, e mais importante passo rumo a superação dessa separação. É mais difícil para uns do que para outros, mas vale a pena se dedicar e estar mais em contato consigo. Nesse momento pode fazer a diferença entre se sentir melhor a cada dia que passa ou afundar cada vez mais na tristeza e depressão.
Continua…

Superação Separação – A Negação

Leia Também:

Siga o Seu Coração
 Como Superar a Separação
 Superação da Separação – A Raiva
• Superação da Separação – A Depressão

Acredite no Amor e Viva o seu Melhor!!
Pâmi Garcia

Comments

  1. pamigarcia says

    Rosi!
    Que tipo de terapia vc está fazendo?

    Existem algumas terapeuticas que (infelizmente) só pioram o quadro. Ficar revendo o passado a todo tempo só destrói vc.

    Recomendo que vc agende uma sessão comigo p que eu possa te indicar exercícios para sair dessa, ok?

    http://pamigarcia.com.br/consultoria/

    BJS!

  2. Rosi says

    boa tarde
    Vai fazer 6 meses que meu marido pediu a separação disse que não me amava mais, ele ja esta num relacionamento serio, so que eu to sofrendo muito, tomo remedio pra depressao, faço terapia mas mesmo assim nao ta adintando, venho trabalhar com muito custo minha vontade é ficar sozinha sem ter que conversar com ninguem, me ajudem por favor, as vezes penso que morrer seria a melhor coisa que poderia me acontecer…

  3. says

    Fui casado há mais de 20 anos,tenho 02 filhos um de 17 anos e minha gatinha de 07 aninhos,uma vez minha esposa saiu de casa foi morar com sua mãe e irmãs,fui lá e conversamos prometi mundos fundos e cumpri,no ultimo domingo tivemos uma discussão tipo assim,olha vou trabalhar das 08:00 as 18:00 e depois vou para um coffee break,ai como ela já esteve o sábado e o domingo na casa de sua mãe bebendo em um churrascão,eu inocente comentei então quem vai fazer a comida dos filhos,unto tudo foi embora.

  4. pamigarcia says

    Olá Dani!
O que geralmente acontece é que os homens demonstram os sentimentos de forma diferente. Por isso ficamos com a sensação de que eles são insensíveis…
    Você vai conseguir superar essa fase! Tenho certeza de que você é capaz!

  5. pamigarcia says

    Olá Dani!
    Acredito que vc esteja tendo várias atitudes sensatas de “seguir adiante”.

    Só te convido a refletir sobre a questão “ não quero dar o gostinho a ele”. Isso pq vc não é obrigada a perdoá-lo. Se sente que não pode perdoar, o mais sensato é romper a relação. Mas, se decidiu por perdoar, recomendo que vc seja cumplice dele, que esteja mais próxima e que vcs refaçam alguns votos. Só assim para conseguir superar.

    Conte com meu apoio!

  6. daniela says

    continua… lutando com todas as minhas forças para que isso passe logo, comecei a fazer caminhadas, levo meus filhos no park, brinco com eles apesar de estar moída,até meu corpo dói de tanta tristeza, pretendo voltar a estudar, saio sempre com eles, trabalho apesar de estar meio avoada, faço meus trabalhos domésticos apesar de nem fome sentir. não quero dar o gostinho á ele de demonstrar qualquer sofrimento. coitada das minha colegas elas que aguentam meu choro.. só quero que isso passe logo!!!

  7. daniela says

    Também como muitas estou passando por este momento terrível e todos estes sentimentos horrorosos vieram de uma vez, hora mais fraco, hora mais fortes.. engraçado parece que homem não sofre.. tomamos a grande decisão juntos, apesar de sentir que fui obrigada a tomar a decisão.não é possível que quase 05 anos de casados com filhos não exista mais nem uma especie de sentimento! agora estou preparando meu coração para vê-lo com outra….estou fazendo de tudo, lutando com todas as minhas forças

  8. Pâmi Garcia disse... says

    Querido Davi,
    sugiro que você, antes de mais nada, observe se de fato é mesmo o fim do relacionamento. Será que vocês já conversaram seriamente sobre isso? Será que não há mais nada que possa ser feito ou dito?
    Veja este post:
    http://pamigarcia.blogspot.com/2011/01/meu-relacionamento-acabou-e-agora.html

    Mas, se você sente que tudo o que podia ser feito, já foi feito, então a melhor coisa que você pode fazer nesse momento é permitir-se sentir as dores da perda. Mas, não faça isso sem consciência, não desperdice esse momento e os aprendizados que ele trás, reflita sobre tudo isso, permita que as dores naturalmente vão se encarregando de curar suas feridas… Mas, fique atento, esteja no controle de suas emoções. Permita-se emocionar, isso é muito saudável, mas, não permita que as emoções controlem sua vida.
    VOCÊ PODE!! Por mais que seja difícil acreditar agora… Mas, você pode superar esse momento e se tornar um homem ainda melhor que já é!!

    Abraços!!!
    26 de novembro de 2011 17:56

  9. Pâmi Garcia says

    Querida Anônima (7 de dezembro de 2011),
    Acho importante que você reflita seriamente se de fato não existem motivos para tantas separações. Será mesmo que alguém rompe um relacionamento sem motivo algum??
    Acredito que se vocês encontrarem a resposta verdadeira para esta pergunta encontrarão uma maneira de viver bem o relacionamento!

    Trabalhe seu autoconhecimento, torne-se Assinante Unidarma:
    http://unidarma.org/pamigarcia

    Acredite no Amor
    e Viva o Seu Melhor!!

  10. Pâmi Garcia disse... says

    Querida Marina!
    Obrigada pelo comentário!!

    Para responder sua pergunta precisamos primeiro entender o que significa o termo “normal”. Na verdade temos três termos importantes para compreender: “normal”, “natural” e “comum”.
    # Normal é que faz parte de uma norma, é uma regra, uma lei.
    # Natural, como o próprio nome diz é aquilo que é da natureza, tem mais a ver com o fluxo da vida.
    # Comum é o banal, o convencional o facilmente encontrado na sociedade.

    Agora pergunto:
    Por que você quer ser normal?
    Normal é aquele que segue regras, é bom seguir regras, nos permite viver em sociedade, mas grande parte das normas sociais não servem muito para criar felicidade.
    Preocupe-se em ser natural. Ou seja, ocupe-se em seguir as leis de sua própria natureza. O fluxo de sua vida deve ser respeitado. Você não deve “insistir em sair” só porque um dia isso foi importante para você. Foi importante, hoje já não é mais! Tudo bem! As coisas mudam! E viva a evolução! Viva a transformação!!

    Você está feliz não está? Se não estivesse é que deveria buscar novas formas de viver… Mas, pelo que relatou, este não é o caso…

    Acredite no Amor,
    E Viva o Seu Melhor!
    3 de janeiro de 2012 02:47

  11. marina disse... says

    Fui casada durante 20 anos e durante esse tempo sempre gostei de ir em barzinho que tivesse karaokê,era muito dificil convencer meu marido de sair pois ele dizia que eu ficava como uma retardada cantando para um monte de idiotas, eu ficava chateada mas convencia ele de me levar porque eu ia cantar por mim…porque gostava de rir,de conversar,eu era engraçada e divertida e parecia que isso o iritava,mas tudo que eu queria e fazia era por mim não pelos outros,quando me separei pensei que finalmente poderia sair para o meu karaokê e ser eu mesma mas me supreendi pois trabalhava e fazia faculdade a semana intera e tudo o que eu queria era ir para casa,e quando chegava o fim de semana eu sentia uma tranquilidade em estar em casa e não ouvir uma voz masculina que não fosse a do meu filho. de certa forma me preoculpei com isso…”será normal não querer sair justo agora que posso?”…”se isso for começo de uma depressão?”…”mas se for depressão,por que eu estou me sentindo bem em ficar em casa?” já faz um ano que me separei,e saio muito raramente,gosto de ficar em casa lendo um bom livro,assistindo um bom filme mas não abri mão do meu karaokê…cantar?adoro,só que hoje gosto de reunir meus filhos e poucos amogos em casa e curtir meu karaokê na minha casa…agora pergunto…isso é normal? eu sou normal? isso é bom ou devo insistir em sair?
    2 de janeiro de 2012 23:14

  12. Pâmi Garcia disse... says

    Olá Anônimo ( 27 de novembro de 2011),
    Querido, se você de fato já tentou de tudo para reatar o relacionamento e não conseguiu, se percebe que acabou mesmo e não tem volta, a melhor coisa a se fazer é erguer a cabeça, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Nessas horas ajuda penar coisas do tipo: “A vida sabe o que faz! Se isso me aconteceu é porque algo de muito melhor está me aguardando!!!”. Você merece ser feliz, acredite nisso e siga em frente!! Sei que é difícil, que é dolorido, mas sei também que você é capaz de superar!!

    Veja:

    http://pamigarcia.blogspot.com/2011/06/separacao-e-preciso-aceitar-os-fatos.html

    http://pamigarcia.blogspot.com/2010/09/superacao-da-separacao-aceitacao.html

    Recomendo também que se torne assinante Unidarma, vai te ajudar a encontrar o seu poder pessoal e seu equilíbrio interior:
    http://cursodoamor.com

    Acredite no amor
    e viva o seu melhor!!!
    28 de dezembro de 2011 18:44

  13. Anônimo disse... says

    já me separei muitas vezes dessa mesma pessoa,e as separações não tem motivo algum ,mas agora estou cansada.tenho muito medo de sofrer sem ele mas com ele não sou nem, nunca fui feliz é uma relação sem sentido temos um filho e mesmo sabendo que não temos futuro não sei porque insisto nessa relação.já não sei mas o que fazer.
    7 de dezembro de 2011 17:01

  14. Anônimo disse... says

    fiquei 13 anos casado tive um filho neste relacionamento,até o dia da minha separação eu nunca tinha ficado nenhum dia lonje do meu filho e da minha esposa, quando mim separei meu filho estava com 8 anos de idade hoje ele está com 11 e até hoje não mim acostumei com a auzencia deles, pois,quem quis a separaçao foi ela mais eu ainda amo muito e já tentei de todas as formas, como fazer para sair desta situação?
    27 de novembro de 2011 22:38

  15. davi disse... says

    olha estou vivendo isso minha esposa me abandonou depois de 3 anos e 9 meses é para mim muito dificil pois amo ela e não sei como superar isso
    24 de novembro de 2011 12:24

  16. Anônimo disse... says

    Separei vai fazer 2 anos. Tive um relacionamento que durou quase um ano, mas percebi que estava dando demasiado de mim e essa pessoa não estava conseguindo retribuir pois está noutro pais e só vem cá 3 vezes por ano. Agora tenho outro faz 5 meses, mas ele não está a 80km, e tem horas que sinto muito a falta de uma companhia, de alguém para desabafar.
    1 de abril de 2011 17:53

  17. Anônimo disse... says

    Estou separada a 15 dias e a cada dia é uma sUperaçao.. Tem horas q tenho esperanças , noutra hora acho q é definitivo.. Ele ainda tem coisas aqui em casa q ainda nao veio buscar..
    14 de março de 2011 22:48

  18. Lêda Rocha disse... says

    Estou dando um ponto final numa relação de 23 e trÊS filhos e uma neta.Na verdade meu marido deu esse ponto final eu tou mal,tem horas que fico bem e outras fico muito mal.Mais l~e isso me ajudou bastante
    19 de janeiro de 2011 13:59

  19. Tati Modelski says

    Concordo e número, gênero e grau!!!
    Faltou uma coisa ali! Não ficar ouvindo aquelas musicas “choradeira” hihih
    eu sou assim, quando termino um relacionamento, fico sozinha, dou um tempo para mim, deixo esfriar, então faço uma “faxinha na alma” para apagar os costumes e terminar de vez.. muitas vezes terminamos um relacionamento com uma pessoa mas continuamos vivendo ele dentro de nós e se já procuramos outra pessoa, começamos a misturar e é bastante provável que não dê muito certo! Por isso eu faço uma boa “faxina na alma e no coração” e deixo o “terreno” bem limpo para quem vai chegar!
    O ideal é começar do zero!!
    18 de janeiro de 2011 16:20

  20. Meu Livro,em construção says

    Muito util seu Blog.
    Acredito que só qdo estamos vivendo a fase.para ir em busca de algo que nos de uma direção nos alivei um peso,provavel que passamos a procurar esses esclarecimento,no momento mais dolorido de nossas almas,(Assim estou agora)Com todos esses sentimentos e mais um pouco,um novo recomeço,e busca do consolo,conforto,de algo que amenize,enfim em busca da reposta!!!
    Mas que rsposta ,rs
    Q não dei certo,e para aliviar a frustaçãos as magoas,beba uma agua com açucar,sei lá,,Uma receitinha que tirasse com a mão,essa fase que vou ter que passar por ela.
    É dificil,quase inaceitavel…Mas não tem como exigir amor de alguém né!!
    Parabéns pelos seus textos,que me serviram agora como um abraço de conforto.
    20 de dezembro de 2010 03:41

  21. Pâmi Garcia says

    Mirna querida,
    sinto muito pelo seu momento e desejo que supere e que este momento te traga muita luz e sabedoria no futuro breve.
    Assine minhas news, nos próximos dias terei mais artigos sobre a Superação da separação (mais 3 artigos)

    Beijos!
    24 de agosto de 2010 20:49

  22. Mirna Mara says

    Encontrei seu blog num momento delicadíssimo da minha vida. Sentimentos de perda, cansaço e tudo ao mesmo tempo devido a uma relação arruinada. Obrigada

    Mirna Abreu

    24 de agosto de 2010 19:58

  23. Thais Chaves says

    Olá Pami!
    Muito bacana o visual do seu blog e os temas que escreve.

    Abraços…
    Sucesso…

    15 de agosto de 2010 23:07

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>