Amar O Próximo Como A Ti Mesmo

amar o próximo como a ti mesmo

Um dos escribas aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” Jesus respondeu: “O primeiro é este: ‘Ouve, Israel! O Senhor nosso Deus é um só. Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, com toda a tua alma, com todo o teu entendimento e com toda a tua força!’ E o segundo mandamento é: ‘Amarás teu próximo como a ti mesmo’! Não existe outro mandamento maior do que estes.”
Marcos 12:28-31

 

Muito lindo, não é mesmo? Mas, o problema é que tem muita gente boa fazendo exatamente isso: amando o outro como a si mesmo. Com a mesma mesquinhez e miséria, com a mesmíssima insegurança, incerteza, medo, enfim, ama-se o próximo com a mesma precariedade que ama-se a si mesmo… Não é de se estranhar os altos índices de divórcio.

Isso acontece porque essas pessoas esquecem que, antes de amar o próximo, é preciso ampliar o seu amor próprio, ampliar a sua autoestima, estar realmente do seu lado, ser seu cumplice, ser seu mais verdadeiro aliado, ou seja: “Amar o Senhor, Deus, de todo o coração, com toda alma, com todo o entendimento e com toda a força!”.

Ora,  se nós todos somos Deuses (Salmos 82:6) e o reino de Deus não está em outro lugar se não dentro de nós mesmos (Lucas 17:21), devemos aprender o amor próprio.

Por perceber que grande parte dos conflitos nos relacionamentos a dois está na baixa autoestima, e consequente falta do amor próprio, decidi desenvolver para você o Curso de Autoestima!

Matricule-se agora mesmo na Unidarma/Curso do Amor e acompanhe as aulas desse curso que promete transformar a sua vida por completo, clique na imagem abaixo e matricule-se agora mesmo:

curso autoestima

 

Se tiver alguma dúvida deixe seu comentário, ou envie email para pami@pamigarcia.com

Acredite no Amor E,
Viva O Seu Melhor!!
Pâmi Garcia

This entry was posted in relacionamento and tagged , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Amar O Próximo Como A Ti Mesmo

  1. pamigarcia says:

    Muito obrigada Leonardo!!

  2. Leonardo says:

    Não é de se estranhar os altos índices de divórcio! Muito boa colocação, pois atualmente os casamentos estão superficiais…

    Parabens pelo site excelente.