O Amor e a Busca Pela Felicidade

Ontem estava dando uma aula ao vivo no Curso do Amor, foi uma aula aberta a todos, assinantes e não assinantes. E, em dado momento da aula a trasmissão travou um pouco. Hoje ao abrir meu WhatsApp vi que uma pessoa me perguntou se eu consegui resolver o problema das travas na transmissão. Isso me fez pensar sobre a maneira como as pessoas resolvem seus problemas afetivos. Fiquei pensando, será que ele não quis nem saber? Travou, saiu? Claro, ele pode ter saído por achar que a apresentação estava chata, aí, travou, saiu. Ele pode ter saído porque surgiu uma urgência, aí travou e ele saiu. Ele pode ter saído porque alguém na casa dele precisou dele, aí travou e ele saiu.

Mas, o artigo aqui não é para falar sobre ter travado e ele saído. É para falar sobre as travas na sua vida afetiva. O que você faz quando sua vida afetiva trava? O que você faz quando o problema parece insolúvel? Que você faz quando o cerco aperta? Que você faz com seu relacionamento?

Se você está achando que a felicidade é a métrica para saber se deve permanecer no seu casamento, amigo, tenho que dizer: seu casamento não será para a vida toda. Falo por experiência própria. De minha parte eu teria permanecido casada para sempre, porque sempre acreditei que os problemas podem ser resolvidos, e aqueles que não tem solução podemos aprender a conviver em paz com eles. Mas, como a outra parte não pensava assim. Acabou.

Se você quer que seu casamento seja para toda a vida, pare com a busca incessante por felicidade. A prioridade no casamento é o amor, a união, a compreensão e o outro. Se aprioridade for a paixão, o tesão, a felicidade e você, hum… não vai longe.

é preciso exercitar o altruísmo. Difícil né? Muito. Mas, necessário. Dá uma olhada nesse artigo que fala sobre o casamento não ser para você, clique aqui.

Agora, se você for como eu e tantos outros, e quiser aprender como resolver seus problemas afetivos, sugiro que se inscreva no Curso do Amor, clicando aqui.

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!

Pâmi Garcia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>