Existe Amor Virtual?

ITT001-CP001-207504-1-m-Thinkstock_e_Getty_Images1Existe Amor Virtual?

Queria poder te dar uma resposta final para isso. Mas, ao invés de tentar ser totalitária e te responder que “SIM, existe amor virtual” ou que “Não, existe amor virtual”, eu vou te conduzir a refletir e chegar em sua resposta, ok?

Isso porque essa pergunta é muito filosófica e profundamente complexa. Acompanhe o raciocínio:

Será que Existe Amor Virtual?

Veja, se você pensa como eu:
não se pode verdadeira e profundamente conhecer alguém a distância. Existem coisas que só sabemos pessoalmente, por exemplo: como saber se você vai amar o cheiro da pessoa? A textura e o calor da pele? E, o rosto da pessoa? (Sim, pq a imagem do Skype e fotos jamais serão tão reais quanto a pessoa ao vivo ao seu lado). E o jeito que ela reage as situações mais diversas da vida? Isso só se tem com o convívio.
Nesse sentido, não, não se pode amar a pessoa virtualmente, o que se ama é a imagem que você cria sobre ela.

Mas, por outro lado, bem no fundo, todo amor é virtual. Mesmo quando você conhece e se relaciona pessoalmente com a pessoa você não consegue alcançar a pessoa em si, você faz uma ideia, cria uma imagem (pautada em sua forma de ver o mundo, suas experiências, expectativas, sonhos e medos) e passa a gostar dessa pessoa a partir dos seus filtros, sobre quem você imagina que ela seja. Com isso não estou querendo dizer que você nunca conhece de fato uma pessoa e que não tenha intimidade, o que quero dizer é que, ainda que você conheça em partes, não a vê de fato face a face (parafraseando Renato Russo).
Nesse sentido, não, não se pode amar qualquer pessoa, o que se ama é a imagem que você criou sobre ela.

O que vc pensa disso tudo? DEIXE UM COMENTÁRIO!

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!

Pâmi Garcia

Comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>