Existe Amor Virtual?

ITT001-CP001-207504-1-m-Thinkstock_e_Getty_Images1Existe Amor Virtual?

Queria poder te dar uma resposta final para isso. Mas, ao invés de tentar ser totalitária e te responder que “SIM, existe amor virtual” ou que “Não, existe amor virtual”, eu vou te conduzir a refletir e chegar em sua resposta, ok?

Isso porque essa pergunta é muito filosófica e profundamente complexa. Acompanhe o raciocínio:

Será que Existe Amor Virtual?

Veja, se você pensa como eu:
não se pode verdadeira e profundamente conhecer alguém a distância. Existem coisas que só sabemos pessoalmente, por exemplo: como saber se você vai amar o cheiro da pessoa? A textura e o calor da pele? E, o rosto da pessoa? (Sim, pq a imagem do Skype e fotos jamais serão tão reais quanto a pessoa ao vivo ao seu lado). E o jeito que ela reage as situações mais diversas da vida? Isso só se tem com o convívio.
Nesse sentido, não, não se pode amar a pessoa virtualmente, o que se ama é a imagem que você cria sobre ela.

Mas, por outro lado, bem no fundo, todo amor é virtual. Mesmo quando você conhece e se relaciona pessoalmente com a pessoa você não consegue alcançar a pessoa em si, você faz uma ideia, cria uma imagem (pautada em sua forma de ver o mundo, suas experiências, expectativas, sonhos e medos) e passa a gostar dessa pessoa a partir dos seus filtros, sobre quem você imagina que ela seja. Com isso não estou querendo dizer que você nunca conhece de fato uma pessoa e que não tenha intimidade, o que quero dizer é que, ainda que você conheça em partes, não a vê de fato face a face (parafraseando Renato Russo).
Nesse sentido, não, não se pode amar qualquer pessoa, o que se ama é a imagem que você criou sobre ela.

O que vc pensa disso tudo? DEIXE UM COMENTÁRIO!

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!

Pâmi Garcia

3 Ítens Que Não Podem Faltar em Um Relacionamento Amoroso

la-quc3admica-del-amor

 

Mensagem recebida:
Pâmi, se você pudesse resumir em 3 quais, seriam os elementos centrais que não podem faltar num relacionamento?

Vou colocar o meu ponto de vista sobre a interessante pergunta do leitor:
- Amor (de homem e mulher mesmo, sabe? Que engloba tudo o que é o amor somado a tesão);
- Respeito (para não agredir o parceiro de maneira alguma, seja verbal, moral ou fisicamente);
- Admiração (para dar a liga, para dar a vontade de voltar para perto, para fazer querer conversar por horas e para querer sempre contar para todo mundo quem é o (a) seu(ua) parceiro(a) ).

É evidente que a necessidade e a dose de cada um dos elementos acima vai variar de pessoa para pessoa.
É por isso que no Curso do Amor eu tenho algumas séries de vídeo, como “Amar e Ser Amado”, “5 Linguagens do Amor” e “Homens São de Marte e Mulheres São de Vênus” que te auxiliarão a aprender qual é o tipo de atitude que faz seu(ua) parceiro(a) ou pretendente se sentir mais amado, querido e desejado.

Para poder manter vivo o entusiasmo no relacionamento, é muito importante saber qual é a dosagem e como “preparar o amor” no seu caso em especial, assim, super recomendo que você veja as séries acima, e se você ainda não é assinante, o que está esperando?? Assine já em: http://cursodoamor.com e comece já a assistir os vídeos exclusivos.

E na sua opinião, quais são os elementos centrais para fazer dar certo um relacionamento de homem e mulher?
Deixe nos comentários!

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!
Pâmi Garcia

Como Fazer sua Esposa/Marido Feliz


Você quer saber como fazer seu marido/esposa, namorado(a) ou noivo(a) feliz?
Quer saber como fazer seu(ua) companheiro se sentir importante e amado(a)?

Sabe a máxima que diz que devemos fazer ao outro o que gostaríamos que ele nos fizesse? Isso é realmente verdade e importante, mas, em um relacionamento a dois é preciso ir além disso, sob o risco de se dedicar demais no ponto errado e não alcançar o coração de seu companheiro(a). Quando a pessoa se ocupa demais em “fazer ao outro o que gostaria que ele fizesse para você” e de menos em “fazer ao outro o que ele gostaria que fosse feito para ele” frases do tipo: “Ele não me ama!”, “Ela não me quer”, “Não me valoriza”, “Não me reconhece” continuará a se tornar uma constante detonadora do relacionamento.

Assim, o segredo está em:
- Observar quais são as reclamações frequentes;
- Observar quais são as solicitações frequentes;
- Parar de achar que as solicitações de seu(ua) parceiro(a) são bobagens ou mesquinhas e “atacar” nos pontos certos, dando a ele(a) aquilo que ele(a) quer receber na relação.

Recomendo que você amplie o seu autoconhecimento e descubra qual é o seu jeitinho de amar, sabe aquele jeito de expressar o amor? Então, qual é o seu estilo de dar e receber amor? Descobrir isso a seu respeito e a respeito de seu parceiro é essencial para poder realmente “tocar a alma e o coração” do seu amor. Assim, recomendo que lá no site do Curso do Amor você se matricule e assista a série de vídeos exclusivos entitulado “As 5 Linguagens do Amor” e também recomendo que você faça o teste que tem lá para descobrir qual é a sua linguagem do amor.

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!
Pâmi Garcia