Você Faria Tudo por um Relacionamento?

anjat7dwi5mtxt0hyepi90vhx

O que você faria por um relacionamento?
O que você faria para ser feliz no seu namoro, noivado ou casamento?
Você faria qualquer coisa?

Veja bem, quero ser bem radical aqui, para te chamar a atenção para os riscos do exagero. As pessoas podem exagerar ao querer fazer tudo pelo relacionamento de duas formas equivocadas:
Exageram ao dizer e agir no modo: “ele(a) vai ter que gostar de mim EXATAMENTE como sou” ou o extremo oposto: “faço TUDO pelo meu amor“.

Veja bem, para que qualquer relacionamento dê certo é natural que hajam mudanças, ajustes e sintonia, assim, não dá para ser orgulhoso, teimoso ou arrogante em achar que já se é bom o suficiente. Se algo é ruim para o relacionamento ou para a outra pessoa e não te faz mal mudar, por que não mudar? Pense nisso!

Agora, sair mudando tudo em si, sair da academia, abandonar a família, os amigos, os estudos, as roupas bonitas, as redes sociais e tudo o mais só para agradar o parceiro pode ser estupidamente destrutivo. Maléfico é essas mudanças sem critérios tanto para o parceiro, quanto para o relacionamento e principalmente para você mesmo.

Se não sabe como decidir se deve ou não fazer algo pelo relacionamento, dê uma lidinha nesse artigo: “Devo Mudar meu Jeito para Agradar meu Parceiro?“.

Se precisar de minha ajuda, agende sua sessão de consultaria por aqui: http://pamigarcia.com/consultoria

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!
Pâmi Garcia

Como Resolver Um Problema no Relacionamento

Relacionamento-Casal1

O amor é uma dança, não um jogo. Na dança quando há sintonia os dois ganham, os dois se divertem. Já no jogo só um ganha e o outro perde. Assim deve ser a sua comunicação, um momento que visa o bem de ambos, para que possam se entender e assim resolver os problemas no relacionamento.

Sei que não é fácil e tem horas que dá mesmo vontade de sair correndo e de cair fora. Mas, isso, infelizmente, nada adiantaria e só agravaria o quadro.

Dessa forma, para que haja um ambiente adequado para a solução de problemas no relacionamento de vocês, sugiro que implementem algumas regras usadas no direito.

Você já deve ter visto aqueles filmes ou seriados onde ocorrem julgamentos. O cenário de um tribunal de justiça pode ser muito instrutivo para a geração de um padrão adequado de comunicação do casal. Veja algumas práticas que você deve adotar em seu relacionamento, e é claro, convidar seu parceiro a adotar também, porque só vai dar certo se ambos adotarem uma postura adequada na comunicação no relacionamento:

- Dentro de uma audiência cada um tem a sua vez de falar;

- Ofensas e palavras de baixo calão não são permitidas;

- Quando o assunto abordado está fora do tema o assunto é tido como irrelevante e cortado;

- A tonalidade de voz e linguagem corporal são devidamente polidos a fim de estar adequado ao ambiente

Sei que não é fácil, mas é necessária alguma mudança para que seu relacionamento ganhe em qualidade!

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!

Pâmi Garcia

Meu Namorado Não Muda, e Agora?

ele-não-me-ama
Seu(ua) namorado(a) vive errando e dizendo que vai mudar… mas… não muda?
E agora? Que fazer?

Quero te levar a uma reflexão IMPORTANTE, vamos juntos?

A pergunta é:
o que VOCÊ vai fazer se ele não mudar nunca?
E, será que é seguro permanecer para ver se ele(a) vai mudar?

Quero te dar um exemplo:
Uma de minhas clientes de terapia, me disse que o namorado dela vive a agredindo com palavras e por fim a bloqueia nas redes sociais e WhatsApp. Ele vive dizendo que não vai mais a bloquear, e então torna a bloquear… repetidas vezes.

Não quero afirmar que as pessoas são incapazes de mudar maus hábitos. Se uma pessoa realmente quiser e trabalhar com afinco ela vai mudar. Pode demorar, pode ser árduo o caminho, mas se ELA quiser vai mudar. E, aqui está o ponto número um: ela só muda se ela quiser. Ponto número dois: pode demorar, o que significa que pode ser que ela mude isso um dia antes de morrer com noventa e oito anos de idade… já pensou?

Assim, meu convite é: você deveria também se perguntar com sinceridade: “eu posso lidar bem com esse defeito? Ele é seguro?“. Se a pessoa te ameaça, te humilha, agride, bate, ou denigre isso não é seguro, sua autoestima, sua moral e até mesmo sua vida correm sérios riscos.

Dessa forma, não escolha alguém pelas qualidades que ela tem, escolha pelos defeitos. Qualidades todo mundo têm, isso é comum. O problema são os tipos de defeitos, sabe? Esses defeitos são toleráveis? Combinam com você? Você os pode/quer suportar? Eles não vão te matar (figurativa ou literalmente falando)?

Pense bem! Pense bem!!

Aprenda a Amar e
Viva Bem Melhor!!

Pâmi Garcia